Blog

Em 03/04/2020 15:34 - Estilo de Vida
Confeiteiro alagoano vence reality show gastronômico do GNT
Douglas Santos foi o grande destaque da 6ª temporada do programa “Que Seja Doce”.
    Compartilhe:
Foto: Divulgação

Uma pausa doce em todo essa pandemia e isolamento social, pois temos um alagoano vencedor de realitty show gastronômico. A paixão pela cozinha tem levado o confeiteiro alagoano Douglas Santos, formado em Gastronomia pela UMJ, antiga FAT Maceió, a diversos caminhos de sucesso. Em março, ele participou da 6ª temporada do reality show gastronômico do GNT, “Que Seja Doce”, e foi o grande destaque entre os 6 competidores. O programa foi exibido no dia 16 de março, data em que Santos foi coroado com o título de campeão da temporada, resultado da técnica que melhor harmonizou o sabor, o aroma e a textura dos doces apresentados.

Dentre as receitas apresentadas pelo maceioense durante as duas provas, destaque para o Bolo de noiva Pernambucano, preparado com frutas, açúcar, vinho e fermento, uma delícia que conquistou o paladar dos jurados, a Chef Pâtissier Carole Crema, o chef confeiteiro Lucas Corazza e o Pastrychef Roberto Strongoli. “Fui o primeiro alagoano a participar do programa, um marco na minha carreira”, conta ele, ao lembrar o momento mais desafiador da competição. “Lembro que precisei refazer o bolo de rolo por três vezes! Ali, a garra e a persistência de continuar representando a confeitaria alagoana, frente a três grandes jurados, foram decisivas", comenta.

"Costumo dizer que a graduação me levou a lugares que nunca imaginei e, com certeza, o curso de Gastronomia da UMJ foi um divisor de águas na minha carreira. O ensino superior nos dá a segurança necessária para enfrentar os desafios do mercado de trabalho, garantindo um diferencial técnico e um perfil empreendedor. As disciplinas de gestão financeira e empreendedorismo, já no início do curso, foram essenciais para a realização do meu sonho de construir carreira na área", emociona-se ele, que, há 5 anos, abriu uma empresa especializada em bolos decorados, a Douglas Santos Cake, que emprega cerca de 3 diaristas freelancers e mantém uma produção mensal de 20 bolos, por encomenda, além da produção de sobremesas.

A coordenadora do curso de Gastronomia da UMJ, Tina Purcell, explica que é vasto o campo de atuação para quem se forma no curso. “Cozinhas em geral – empresas, hospitais, clínicas, buffets –, padarias, confeitarias, bares, restaurantes, organização de eventos gastronômicos, gestão de negócios de alimentos e bebidas, consultoria gastronômica, planejamento de cardápios e treinamento de equipes são algumas das opções de atuação, comenta a coordenadora. Segundo ela, Douglas sempre demonstrou muito interesse pela área de Confeitaria, além de ser muito comprometido com os estudos. “Ele sempre foi um aluno bastante participativo. Fazer parte da história dele e contribuir para a realização de um sonho é, sem dúvida, muito gratificante. Estamos muito felizes pela projeção nacional alcançada pelo Douglas, o que também valoriza, ainda mais, a nossa gastronomia”, ressalta Tina.

por Taísa Bibi com Assessoria